Total de visualizações de página

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Hoje é o meu dia: dia do jornalista!

Olá gente! Acho que já comentei por aqui a minha formação, para os que ainda não sabem sou jornalista. Tenho um orgulho danado por ter escolhido uma profissão onde se comunicar é a palavra de ordem. Sei bem das dificuldades que enfrentamos diariamente, inclusive a maior delas para nós jornalistas brasileiros, quando em junho de 2009 o STF tirou a obrigatoriedade do nosso diploma. Como assim? De agora em diante quem quiser pode gritar na porta de uma redação:"Ei moço, quero ser jornalista!". É revoltante saber que um serviço de utilidade pública seja tão mal reconhecido a ponto de oferecer para sociedade um material jornalístico feito por pessoas não capacitadas, e mais, incapazes de entender que a notícia não pertence a quem escreve, mas sim a quem consome. Bem, acabei falando dos problemas mais do que realmente queria. Somos mal remunerados, em Aracaju então nem se fala, falei de outra dificuldade, ops! Sem querer. Sou absolutamente grata a minha formação, pois ela é ampla e me mostrou que ser comunicóloga é utilizar a criatividade para informar e mostrar o meu jeito de ser e enxergar a vida e com isso prestar um serviço para a sociedade. É um pequeno jeito de transformar o mundo, nem que esse mundo seja apenas daqueles que recebem a notícias produzidas por mim. Não trabalho em redação, mas com assessoria de comunicação empresarial, mas aprendi que mesmo de forma restrita, na maioria das vezes, é possível transformar realidades. Bem gente, sou uma jornalista blogueira muito orgulhosa, já disse isso né? Mas gostaria de dividir com vocês um pouquinho desse fantástico mundo da comunicação no qual eu realmente me encontro, preciso dizer que é no sentido literal da palavra?!! vejam algumas fotos da minha formatura em janeiro de 2009.
Amor, amigo jornalista Flávio e eu no baile de formatura

As mãos que me acompanharam na universidade: Kew, Flávio e Sílvia, faltou a de Drica
Ah! a minha é a menorzinha! rsrsrs

*Gente, a Mari está perplexa com o que aconteceu no Rio de Janeiro, pedindo a Deus conforto para os familiares das vítimas, Deus tenha de misericórdia!

5 comentários:

Lilian Gomes disse...

Oi querida! Adorei seu texto, realmente é isso mesmo que acontece. Aqui em BH, o mercado é muito escasso e, mesmo assim, as áreas que oferecem oportunidade não são as que me agradam ou o salário é baixo. Por isso, ainda não estou atuando como jornalista, nem sei se vou! Amo essa área e me orgulho pela minha formação. E indico SIM para aqueles que como eu sonham com um mundo melhor e querem aprender muitas coisas que, certamente, outros cursos não oferecem como ser ético e democrático!

Parabéns pelo nosso dia e sucesso na sua carreira!!! Beijos

Fadica Apaixonada!! disse...

Marilia...também fiquei indignada quando teve essa decisão! Sinto o mesmo que você, posi a assistência social também não tem seu reconhecimento devido e se trata de uma proffissão tão importante! Mas o bom é saber, que existem profissinais gabaritados como você no mercado!

PARABENS!

Bjs

Ju noiva e casando... disse...

Não poderia ser assim com os jornalistas... Qualquer um... Ser jornalista exige um profissionalismo... E muito profissionalismo!!!!
Quanto ao acontecido de hoje... Muito, muito, triste...
Beijos.

Cris Rodrigues disse...

Parabéns pelo seu dia. E obrigada pela visitinha!

Bjoss

Vanessa Santos disse...

Flor parabéns pelo seu dia. Os jornalistas assim como os publicitários não tem o reconhecimento de ter estudado tanto!
Parabéns por sua carreria =)
Beijos